Compartilhe o Valor Comunica

Edit Template
Anúncio

Instituto Viola dos Gerais é palco do 1° Encontro do artesão do Norte de Minas

Por Luiz Cabrine / Valor Comunica.

JANAÚBA – Nos dias 18 e 19 de junho, o Instituto Viola dos Gerais, localizado no bairro Rio Novo, foi palco de um importante evento para a valorização e promoção dos artesãos da região Norte de Minas Gerais. O 1° Encontro com os artesãos reuniu profissionais e entusiastas da arte manual, proporcionando um espaço de troca de experiências, exposições e capacitações voltadas para o desenvolvimento socioeconômico dos participantes.

Fotos Luiz Cabrine / Valor Comunica: Professoras, Léia e Sílvia, artesão Álvaro e Iolanda, Vice-Presidente da Federação do Artesão de Minas Gerais.

A realização do evento foi fruto de uma parceria entre a Federação do Artesão de Mineiro e o próprio Instituto Viola dos Gerais. Além disso, contou com o apoio de importantes instituições como o Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Ainda foram parceiros, a Secretaria de Estado de Liberdade Econômica e Empreendedorismo, a Sala Mineira do Empreendedor de Janaúba e Serra Geral, a Associação Comercial e Industrial de Janaúba (Acijan), o Sindicato dos Artesãos de Janaúba, (Sindjana), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Janaúba (APAE) e a Associação de Artesãos e Reciclagem de Janaúba.

Professora Sílvia com o artesão e seu aluno, Álvaro, do Programa ‘Ao longo da vida’, da Apae Janaúba.

Durante os dois dias de evento, os participantes puderam desfrutar de uma programação diversificada, que incluiu show, exposições de produtos artesanais, a exemplo de belas telas de pinturas, entre outras peças do aluno artista da Apae de Janaúba, Álvaro Lucas, que integra o ‘Programa ao Longo da Vida’, criado pela instituição e desenvolvido pela professora Sílvia Cássia e Sandra Regina, diretora da Apae e Coordenadora do referido programa. 

“Esse era meu maior sonho: ser um artesão, por isso agradeço a professora Sílvia e a diretora Sandra, pelo apoio”, pontua Álvaro Lucas.

De acordo com Sílvia, o objetivo do programa é a realização de sonhos dos educandos da Apae. Sendo assim, ela afirma que foi em busca de aulas para que Álvaro pudesse colocar em prática suas habilidades enquanto artesão e participar do 1° Encontro do artesão do Norte de Minas. Segundo Sandra, o programa é voltado para estudantes a partir dos 15 anos e que já concluíram o seu percurso escolar ou que estão na escola regular e possuem deficiência intelectual.  

Também prestigiaram a exposição de artesanatos no Encontro de artesãos do Norte de Minas, no Instituto Viola dos Gerais, outros alunos da Apae Janaúba, que se encantaram com os trabalhos.

O Encontro com os artesãos também promoveu uma exposição de peças artesanais produzidas pelos próprios participantes que vieram de diferentes cidades do Norte de Minas. Esse espaço serviu não apenas para a divulgação e venda dos produtos, mas também para fortalecer a identidade cultural da região e valorizar o trabalho dos artesãos locais.

Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Álvaro, aluno do Programa ‘Ao longo da vida’, da Apae, ao lado de suas artes.

A importância desse tipo de evento vai além do estímulo à economia local. A valorização do artesanato contribui para a preservação das tradições e para o fortalecimento de identidades culturais, além de promover a inclusão social.

Fotos Luiz Cabrine / Valor Comunica: Professoras, Léia e Sílvia, artesão Álvaro e Iolanda, Vice-Presidente da Federação do Artesão de Minas Gerais.

Assim, o evento realizado no bairro Rio Novo se mostrou como uma oportunidade ímpar para os artesãos de Janaúba e da região Norte de Minas, proporcionando um ambiente propício para o desenvolvimento de suas habilidades, a troca de conhecimentos e a ampliação de suas redes de contatos. 

Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Peças artesanais da artesã, Adilza, da Associação dos Artesãos de Janaúba.

A parceria entre instituições governamentais, entidades do setor produtivo e o próprio Instituto Viola dos Gerais demonstra o reconhecimento da importância do artesanato como atividade econômica e cultural. Espera-se que iniciativas como essa continuem a ocorrer, fortalecendo cada vez mais o segmento e contribuindo para o desenvolvimento da região.

Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Diretora da Apae, Sandra, professora Sílvia e o aluno e artesão, Álvaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio

Outras Notícias

Fique informado com o Valor Comunica

Anúncio
////// Ads

Receba notícias direto no seu email

Comunicação e informação que constrói valor para você.

Compartilhe o Valor Comunica

WhatsApp
Pinterest
Facebook
Telegram

2023 © Todos os direitos reservados.