Compartilhe o Valor Comunica

Edit Template
Anúncio

II ENCONTRO DAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS DE JANAÚBA E REGIÃO PROMOVE REFLEXÕES SOBRE DIREITOS E INCLUSÃO

O evento teve como palco, o distrito de Vila Nova dos Poções, um dos mais importantes do município janaubense.

VALOR COMUNICA / Luiz Cabrine. 

JANAÚBA – No dia 18 de novembro, a sede da Associação Quilombola Bem Viver, na Vila Nova dos Poções, em Janaúba, foi palco do II Encontro das Comunidades Quilombolas desse município e região. 

O evento, que contou com a presença de autoridades e representantes de diversas instituições, teve como objetivo principal promover discussões e reflexões sobre os direitos do povo quilombola, além de celebrar o Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro.

O encontro reuniu representantes de grupos quilombolas de Janaúba, Jaíba, Nova Porteirinha, Matias Cardoso, Catuti, Gameleira, Pai Pedro, Porteirinha e São João da Ponte. Contou ainda com a presença de vereadores e secretários municipais janaubenses, do ex-prefeito José Benedito, o coordenador da Quadrilha Arraiá do Fôia Seca, Geraldo Gonçalves e os produtores culturais do Projeto Viagem Kombinada, Cris e San. 

Também se fez presente, representantes da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), estudantes universitários, profissionais de diferentes escolas estaduais e municipais, membros da imprensa, a exemplo de Luiz Cabrine e Jonas Marques, diretores do Portal de Notícia Valor Comunica, e da agricultura familiar.

Essa diversidade de participantes ressalta a importância de se debater e buscar soluções práticas para as demandas e desafios enfrentados pelas comunidades quilombolas no dia a dia.

Inserção na universidade e em espaços culturais

Organizado pela Federação de Quilombolas de Minas Gerais, através de sua presidente, Edna Correia, e Bem Viver – Associação Quilombola, o encontro proporcionou um espaço de diálogo e troca de experiências entre as comunidades quilombolas presentes. Dentre os assuntos abordados, destaca-se a inserção da comunidade negra na universidade e nos espaços culturais.

O respeito ao corpo negro, o acesso ao trabalho digno, moradia adequada e o direito à terra, também foram pautas defendidas por Tia Teu, fundadora da Associação Quilombola Bem Viver durante seu discurso, pelos jovens, Rodrigo (Presidente) e Ednaldo, o Naldo (Vice-Presidente), que acabam de assumir a referida entidade e o professor Maurício Marques, liderança do movimento negro, em Janaúba.

Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Tia Teu, fundadora da Associação Quilombola Bem Viver, discursando em defesa da valorização e direitos dos quilombolas.
Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Tia Teu, fundadora da Associação dos Quilombolas Bem Viver durante seu discurso.
Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Público presente no II Encontro dos Quilombolas de Janaúba e região – Vila Nova Poções.
Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Professora Cris, em sua apresentação bastante aplaudida, na abertura do evento.
Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Professora Cris durante apresentação que provocou aplausos no Encontro dos Quilombolas.
Foto Luiz Cabrine / Valor Comunica: Alunos do CEMEI Mãe Martília, da Vila Nova Poções: um mimo de apresentação, que encantou o público. Eles se apresentaram sob a orientação e coreografia da professora Cris.

No evento, uma das atrações à parte, que encantou o público, foi a apresentação da professora Mônica Cristina Brito Madureira (Cris) acompanhada dos alunos do CEMEI Mãe Martília, da Vila Nova dos Poções. 

Saúde bucal

No mesmo dia foi realizada palestra com o dentista e empresário, Guilherme Ferreira, sobre saúde bucal. 

Temas como a valorização da cultura afro-brasileira, a importância da educação quilombola e a luta por políticas públicas efetivas foram abordados no encontro visando fortalecer a identidade e o empoderamento das comunidades quilombolas.

Apresentação de alunos do CEMEI Mãe Martília

Além disso, o encontro também ofereceu atividades culturais, como apresentações de danças, música e gastronomia típica nas barraquinhas. A professora Mônica Cristina Brito Madureira (Cris), encantou o público na abertura do evento com uma linda apresentação, acompanhada dos alunos do CEMEI Mãe Martília, da própria comunidade de Vila Nova dos Poções. Os aplausos à ela e aos pequenos foram inevitáveis.  

O objetivo foi celebrar a rica cultura quilombola do local, valorizando suas tradições e expressões artísticas.

Igualdade e respeito

O II Encontro das Comunidades Quilombolas de Janaúba e região foi um importante passo para a consolidação de políticas públicas que promovam a igualdade e respeito às comunidades quilombolas. Através do diálogo e da conscientização, foi possível refletir sobre os desafios existentes e buscar soluções para assegurar o acesso pleno dos quilombolas, em especial da Vila Nova dos Poções, aos seus direitos fundamentais, contribuindo para uma sociedade mais justa, igualitária e inclusiva.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio

Outras Notícias

Fique informado com o Valor Comunica

Anúncio
////// Ads

Receba notícias direto no seu email

Comunicação e informação que constrói valor para você.

Compartilhe o Valor Comunica

WhatsApp
Pinterest
Facebook
Telegram

2023 © Todos os direitos reservados.